Política

Ministros do STF admitem possibilidade de soltura e até eventual candidatura de Lula

Gilmar Mendes comentou que Corte pode discutir redução de pena do ex-presidente, enquanto Fux não descartou hipótese de petista ser registrado como candidato

Publicada em 25/04/18 as 07:46h - 19 visualizações

por TIRSUL


Compartilhe
   

Link da Notícia:

Ministros Do Supremo Tribunal Federal (FTF) admitem a possível soltura e de um eventual registro da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso pela Operação Lava-Jato há 17 dias, em Curitiba.


A declaração ocorreu nesta terça-feira (24), em evento sobre fake news promovido pela revista Veja no Teatro Santander, em São Paulo. Entre os convidados, estavam o ministro do Supremo e presidente do Superior Tribunal Eleitoral, Luiz Fux, e o ministro do STF Gilmar Mendes.


Gilmar chegou a admitir a possibilidade de a decisão do plenário virtual da 2ª instância do STF resultar na liberdade de Lula, mas disse que essa decisão já estaria "prejudicada".


— Eu acredito que já esteja prejudicado, porque o Tribunal (TRF4) negou o recurso, mas pode, claro — afirmou o ministro.


Ainda sobre o ex-presidente, o ministro comentou a hipótese de que, ao invés de dois crimes (lavagem de dinheiro e corrupção passiva), Lula possa ser condenado apenas por corrupção (lavagem de dinheiro seria considerada uma ação no contexto da corrupção passiva). 


— É preciso discutir se os dois crimes por que ele foi condenado são realmente dois crimes — afirmou. 


Se, eventualmente, o entendimento for de que houve apenas um crime, a pena do ex-presidente poderá ser reduzida.


Embora Fux tenha afirmado que uma das tarefas do TSE é preservar a Lei da Ficha Limpa, ele não descartou a hipótese de Lula ter sua candidatura à Presidência da República registrada. 


— A lei prevê que o acesso ao Judiciário é uma cláusula pétrea. Evidente que, se o Supremo Tribunal Federal deferir uma liminar, e o TSE vem abaixo dele, manda quem pode, obedece quem tem juízo — disse. — Se o Supremo emitir uma ordem, eu terei que, necessariamente,cumprir — finalizou.

Fonte: Gaúcha ZH




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.







Nosso Whatsapp

 (55)9 9691 2033

Visitas: 32773
Usuários Online: 35
Copyright (c) 2018 - TIRSUL - Estamos felizes por você estar aqui, compartilhe conosco suas idéias e comentários.