Policial

Mais de 500 soldados da BM atuarão nas 20 maiores cidades gaúchas

Publicada em 06/04/18 às 21:15h - 44 visualizações

por TIRSUL


Compartilhe
   

Link da Notícia:

    Um "batismo de fogo" será submetido aos 506 novos soldados da Brigada Militar. Eles vão atuar a partir da próxima segunda-feira, por um mês, nas ruas das 20 maiores cidades gaúchas com elevados índices de criminalidade, sobretudo homicídios. Após o período de estágio operacional supervisionado por oficiais, o novo contingente, dos quais 121 são mulheres, serão alocados em suas unidades definitivas em todo o Interior do RS. A solenidade de formatura ocorreu na manhã desta sexta no Gigantinho, em Porto Alegre.

 

    O governador José Ivo Sartori e o secretário estadual da Segurança Pública Cezar Schirmer compareceram ao evento que reuniu ainda familiares dos novos brigadianos, que faziam parte da última turma remanescente do concurso de 2014. "É um grande reforço na corporação. Eles serão distribuídos nos pequenos municípios e também onde realmente precisamos fazer um reforço especial no policiamento ostensivo", afirmou Cezar Schirmer. "Vai melhorar os indicadores", previu.

 

     O secretário lembrou que um concurso encontra-se em andamento para 4,1 mil novos policiais militares. "É o maior das últimas décadas. Tão logo seja concluído vamos chamar um contingente. Nosso desejo é que esse contingente seja elevado", assegurou, antevendo que "será um belo reforço" neste ano.

 

    O comandante-geral da Brigada Militar, coronel Andreis Silvio Dal´Lago, garantiu que os novos 506 policiais militares estão preparados para atuarem nas 20 cidades com maiores índices de criminalidade, ao lado dos veteranos. Ele frisou que, durante o curso de formação, os mesmos já haviam participado de operações. "Está ocorrendo uma quebra de paradigma", disse, recordando que nas últimas décadas havia uma saída maior de brigadianos do que aqueles que ingressavam na corporação.

 

    "Estamos conseguimos reverter isso aos poucos. A partir de 2019 inverteremos o processo e iniciar aumento real do efetivo da corporação que vai render frutos", avaliou. Sobre a chegada dos 506 novos brigadianos, o coronel Andreis Silvio Dal´Lago entende que a atuação deles aumentará a "percepção de segurança, a repressão qualificada e o atendimento de emergência".

 

    Em relação à distribuição da tropa, o comandante-geral da BM entende que o Interior será beneficiado, citando que os critérios definidos foram de manter três brigadianos no mínimo em cidades com até 3 mil habitantes e pelos menos cinco nas cidades acima de 3 mil moradores. "Isso vai beneficiar 90 cidades com 130 novos policiais militares", calculou.

 

    O restante da nova tropa será colocado nos municípios após avaliação dos indicadores de criminalidade. O oficial adiantou ainda que, no caso do concurso com 4,1 mil vagas, a previsão de inclusão é para o mês de julho deste ano com formatura possivelmente de cerca de 2 mil policiais militares em janeiro de 2019. Durante a cerimônia, os novos brigadianos comemoraram com os familiares, ocorrendo momentos de muita emoção e choro.

 

    "É um momento muito esperado.. de forte emoção", afirmou o soldado Anderson Messias Rodrigues, 27 anos, ao reencontrar o filho recém-nascido. "Depois de dez meses longe, ele poder ver o filho...é um momento de felicidade e de alívio ", contou a esposa Jessica Pires de Lima Rodrigues. "Toda a gestação do nenê ele não pode participar", acrescentou ela. O bebê do casal chama-se Miguel e tem apenas 24 dias. Após o encerramento da solenidade de formatura, o casal de policiais militares Marciano Vandir Machado Vargas, 29 anos, de Livramento, e Gessica da Silva Cruz, 26 anos, de São Gabriel, aproveitou a ocasião e formalizou a união.

 

    Ele pediu a mão em casamento dela de surpresa. "Nos conhecemos no curso de formação", recordou ele. A expectativa agora é de que os dois sejam designados para a mesma cidade. Já o soldado Lucas Sperandei de Oliveira, 28 anos, e a noiva Elenara Cristina Oliveira Ignacio, 29 anos, formalizaram a união e vão agora realizar o casamento. De acordo com ele, o casal residente em Viamão ficou dois anos namorando e após mais oito anos de noivado.

 

    Além das matérias comuns inerentes à atividade policial, o Curso Superior em Tecnologia de Aplicação de Polícia Militar contou com disciplinas especializadas, como Direito Penal, Direito Penal Militar, Processo Penal Militar e Sociologia da Violência, totalizando 1.605 horas-aula.

 

Fonte: Governo do Estado do RS e Correio do Povo




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.







Nosso Whatsapp

 (55)9 9691 2033

Visitas: 158329
Usuários Online: 50
Copyright (c) 2018 - TIRSUL - Estamos felizes por você estar aqui, compartilhe conosco suas idéias e comentários.